O projeto

Uma iniciativa global

O projeto Assistência à Saúde em Perigo é uma iniciativa do Movimento Internacional da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho que trata a questão da violência contra pacientes, profissionais, estabelecimentos e veículos de saúde, além de assegurar o acesso seguro e a prestação de assistência à saúde em conflitos armados e outras emergências.

Trabalhamos em três áreas diferentes, mas interligadas

Uma campanha de conscientização do público

Destacando o impacto, em termos humanitários, da violência contra os profissionais de saúde, a Campanha Vida ou Morte busca ampliar a compreensão e o apoio do público às iniciativas internacionais e nacionais para a proteção dos profissionais de saúde.
life-and-death-campaign-02

 

A mobilização de uma Comunidade de Interesse mais ampla

A Comunidade de Interesse é um catalisador para a mudança, que apoia, no âmbito local, a implementação das recomendações e medidas para proteger a assistência à saúde. Está formada por profissionais de saúde, governos, portadores de armas, representantes da sociedade civil, ONGs, organizações internacionais, entre outros. Junto com esta comunidade e por meio de pesquisa, debate, consultas e oficinas no mundo todo, o projeto Assistência à Saúde em Perigo produziu inúmeras recomendações e medidas práticas para proteger os serviços de assistência à saúde.

UM CHAMADO PARA A MUDANÇA. PARTICIPE DA COMUNIDADE DE INTERESSE DO PROJETO ASSISTÊNCIA À SAÚDE EM PERIGO

Consolidar e melhorar as práticas no terreno e as respostas nacionais à violência

O projeto Assistência à Saúde em Perigo apoia a implementação de medidas concretas e práticas, ademais de respostas operacionais nos âmbitos locais e nacionais para prevenir a violência e proteger a assistência à saúde em conflitos armados e outras emergências. A nossa meta é assegurar que os governos fortaleçam a sua legislação nacional relativa a essa questão e que essas medidas se tornem uma prática padrão para todos envolvidos.

FAÇA O DOWNLOAD DAS PUBLICAÇÕES DO PROJETO PARA CONHECER AS MANEIRAS PRÁTICAS DE PROTEGER A ASSISTÊNCIA À SAÚDE